(31) 3142-0030 | (31) 99885-0169

De vilão a mocinho. Entenda sobre as propriedades do ovo

Muito se diz ao longo dos anos sobre a ingestão e consumo do ovo. Em momentos somos bombardeados de notícias que o alto consumo pode ser prejudicial à saúde, aumentando os níveis de colesterol e assim aumentando os riscos de doenças cardíacas e elevando a chance de infartos e derrame.

Em contrapartida, estudos recentes tem nos mostrado completamente o oposto, onde é dito a importância da consumação do ovo, mostrando que o mesmo pode ser benéfico a nossa saúde, devido a uma série de nutrientes que possui, sendo também uma excelente fonte de proteínas.

Com tantas informações, as dúvidas constantes em relação ao consumo do ovo são inevitáveis, portanto, buscamos aqui citar as boas e más características do ovo, para chegarmos juntos há uma conclusão referente a este assunto.

De vilão a mocinho. Entenda sobre as propriedades do ovo.

Uma coisa não podemos questionar, essa imagem que foi dada ao ovo é ligada diretamente a gema, devido aos altos teores de colesterol (425mg/100g. Aproximadamente 2 unidades).

Porém, o colesterol se faz necessário em nosso organismo por fazer parte da membrana celular. Atua na secreção biliar, síntese de hormônios e auxília também na síntese endógena da Vitamina D.

Responsabilizar o ovo por ser o grande causador das doenças cardíacas pode ser contraditório, devido o seu consumo elevar tanto o LDL (lipoproteínas de baixa densidade) quanto o HDL (lipoproteínas de alta densidade).

Sendo a proteína animal mais completa após o leite materno, o ovo é também mais acessível a todos, sendo consumido de forma equilibrada pode trazer diversos benefícios a saúde, auxiliando na recuperação de tecidos, aumento e manutenção de força muscular.

Algo que deve ser lembrado, é que o ovo é um dos grandes transmissores da bactéria Salmonela, porém, simples cuidados antes de sua consumação podem prevenir a contaminação com a mesma, como:

  • Retirar os ovos da embalagem antes de guardá-los na geladeira;
  • Lavar os ovos antes do uso, não antes de guardá-los pois, a casca do ovo sendo porosa, a bactéria penetra facilmente;
  • Somente consumir os ovos bem cozidos, descartando a ingestão crua ou dos dos ovos mal cozidos, pois além de possuir fatores antinutricionais, a proteína possui melhor qualidade quando é aquecida e a Salmonela é inativada em temperaturas superiores a 65 graus.

eggs2

 

O ovo como alimento funcional:

Além das necessidades nutricionais básicas, os alimentos funcionais fornecem benefícios fisiológicos adicionais. Segundo o American Dietetic Association, o ovo é um alimento completo com componentes ativos.

O ovo também é um agente na prevenção de doenças visuais, por possuir também os carotenóides luteína e zeaxantina, e não é só isso, o ovo também possui outras substâncias benéficas à saúde como a colina, possuindo também minerais e vitaminas antioxidantes.

Entre os antioxidantes citados acima, o ovo possui grande quantidade de Flavonóides, Vitamina E, Zinco e Selênio, os mesmos evitam o estresse oxidativo, por evitarem o acúmulo de radicais livres.

Ao compararmos com demais alimentos, podemos ver que o ovo pode substituir carnes, aves e peixes na alimentação ovolactovegetariana. Dentre tantas propriedades benéficas, podemos ver separadamente a composição entre gema e clara contribuírem para um excelente resultado final.

Benefícios encontrados na gema:

Composta basicamente por lipídios, a gema contém a maior parte do fósforo, cálcio, ferro, vitaminas hidrossolúveis (B1, B2, B12, niacina, biotina ácido fólico e ácido pantotênico) e lipossolúveis (A,D, E e K).

A gema também possui Colina (um componente do complexo B). A Colina possui diversas funções, dentre elas a mobilização de gorduras hepáticas, auxílio na sintetização de acetilcolina (neurotransmissor), componente de fosfolipídeos da membrana celular, penetração na barreira hemantocefálica, otimizando as funções cognitivas e a memória.

ovo

Benefícios encontrados na clara:

A maior proporção de sódio e potássio pode ser encontrada na clara do ovo, fornecendo também todos os aminoácidos essências para o organismo, como a lisina, metionina, triptofano, valina, histidina, fenilanina, leucina, isoleucina e treonina).

A principal proteína presente na clara é a albumina, famosa entre os praticantes de exercício fisico e fisiculturismo. Possui diversas funções dentro do organismo que são: manutenção da pressão osmótica e do pH sanguíneo; síntese de massa muscular; e transporte de ácidos graxos livres, hormônios tireodianos, bilirrubina não conjugada e de hormônios lipossolúveis.

Os profissionais do fisiculturismo consomem preparações usando apenas as claras dos ovos, devido a albumina estar presente em maior proporção na clara e menos na gema.

Diversos suplementos esportivos também são feitos a base de albumina, por este motivo, os atletas a consomem, tendo como objetivo a recuperação de tecido muscular. Por ser uma proteína de lenta absorção, a Abulmina também é utilizada em dietas para perda de peso corporal, por prolongar, a sensação de saciedade e retardando a fome.

Apesar de possuir todos esses benefícios, a prescrição da abulmina deve ser feita por um nutrólogo que incorpore este suplemento dentro do total de proteína prevista para o indivídou, para que a ingestão da proteína não seja exagerada e evite assim a sobrecarga renal e hepática.

Apesar de ambas possuírem benefícios individuais, grandes micronutrientes estão presentes na gema, portanto, o ovo deve ser sempre utilizado por inteiro para garantir a absorção máxima dos nutrientes e proteínas que o ovo oferece.

 

 

admin